Maldine Vieira

Poder e Cotidiano

Para impedir derrota, Edivaldo apela para o coronelismo gospel..

Blog do Marco Aurélio D’Eça

Edivaldo e seu vice comunista, de joelhos, recebendo bênçãos de líderes pentescostais

Atrás nas pesquisas de intenção de votos, o candidato do PDT, Edivaldo Júnior, resolveu apelar para tudo em sua tentativa de reverter a virada do candidato Eduardo Braide (PMN).

E resolveu buscar apoio até no chamado coronelismo gospel.

O presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, pastor José Guimarães Coutinho, decidiu reimplantar o “voto de cabresto” na denominação – prática que havia sido abolida dos cultos evangélicos – e emitiu “Manifesto de Apoio”  à candidatura do pedetista.

– A Igreja Evangelica Asembleia de Deus em São Luís, através de sua liderança, neste segundo turno das eleições municipais para prefeito, declara seu apoio ao irmão Edivaldo Holanda Júnior e pede a todos o seus membros e congregados que votem e conquistem outros votos para conduzirmos o servo do Senhor à vitória – diz o comunicado do presidente da AD.

O voto de cabresto era uma prática antiga nos chamados “currais evangélicos”, sobretudo na Assembleia de Deus, até ser contraposto pelas novas lideranças, de perfil mais progressista e de capacidade intelectual mais avançada.

Denúncias de que pastores e líderes manipulavam os “rebanhos” em troca de benesses e empregos para si e para familiares em gabinetes políticos minaram prática, até ser abolida pela recusa das novas gerações de crentes.

A imposição do voto é retomada agora pelo pastor Coutinho, uma espécie de coronel gospel em São Luís, que está há mais de 20 anos comando da AD.

Além da “bênção” pastoral assembleiana, Edivaldo deve receber no sábado 29, um dia antes da eleição, a chamada “Celebração Profética pelo 12”, evento que vai reunir artistas e líderes evangélicos, nos mesmos moldes das reuniões antigas de compra de votos um dia antes da eleição.

E tudo isso nas barbas da leniente Justiça Eleitoral maranhense…

Veja abaixo o manifesto do pastor Coutinho:

manifsto

Anteriores

MP cobra regularização do fornecimento de água em Pindaré-Mirim

Próximo

Morte de três pacientes é investigada no Maranhão após falha em hospital

  1. William Jacinto

    Tá começando muito mal, heim minino?! Brincando com as coisas de Deus, terreno que me parece vc não conhece.

  2. Raimundo João Pires

    Só porque é igreja a justiça fecha os olhos, irmãos nós estamos decidindo o gestor para nossa sofrida São Luís, não é escolha de líder da igreja. Pensem bem nosso, os pastores es t ao trabalhando em causa própria, pois as beneficias só eles terão é vós continuarão na mesma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén