Poder e Cotidiano

Mês: setembro 2020 Page 1 of 5

Homem é preso suspeito de ameaçar divulgar fotos íntimas de adolescente em São Luís

A Polícia Civil prendeu em flagrante, nesta terça-feira (29), um homem suspeito de ameaçar divulgar fotos íntimas de um adolescente em São Luís. A identidade de ambos não foi divulgada pela polícia.

A tentativa de extorsão aconteceu na segunda-feira (28). De acordo com a polícia, o suspeito estava tentando extorquir a vítima e ameaçando divulgar as imagens. A quantia que foi pedida não foi divulgada pela polícia. 

O caso foi denunciado pelos responsáveis do adolescente à Delegacia Especial da Cidade Operária. A polícia então montou um cerco e o menor marcou um lugar para entregar a quantia ao suspeito. No local, após a entrega do dinheiro, policiais prenderam o homem. 

O suspeito prestou depoimento à polícia e em seguida, foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde deve permanecer à disposição da justiça.

Via G1;MA

Justiça determina que prefeitura de São Luís, governo e iphan restaurem casarões abandonados

Justiça Federal determinou que o município assuma a propriedade dos imóveis e, em conjunto com o Iphan e o estado do Maranhão, realizem obras emergenciais de conservação.

Após ação civil pública proposta pelo Ministério Público Federal (MPF), a Justiça Federal determinou que o município de São Luís (MA), o estado do Maranhão e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) realizem levantamento dos imóveis tombados em situação de abandono no Centro Histórico, além de obras emergenciais para evitar desabamentos. O município também terá que promover processos de arrecadação dos casarões que forem identificados como abandonados, assumindo a propriedade e a responsabilidade pela manutenção destes imóveis.

De acordo com o MPF, o município de São Luís foi omisso ao não realizar a arrecadação dos imóveis tombados em estado de abandono e o Iphan deveria ter adotado medidas fiscalizatórias e protetivas que evitassem o desmoronamento dos casarões, nos casos em que os proprietários não executaram obras necessárias à conservação.

Para o procurador da República Alexandre Soares, autor da ação, “vários imóveis tombados possuem propriedade totalmente desconhecida e encontram-se em situação de abandono, apresentando grave risco de desabamento. Quando você tem um imóvel sem dono, o procedimento correto é a arrecadação, ou seja, o município chama a propriedade do bem para si, depois de algumas medidas para saber se o imóvel está de fato abandonado, e torna-se responsável pela sua manutenção. Dessa forma, com os processos de arrecadação, buscamos acabar com a indefinição sobre a titularidade, que compromete as ações de preservação desses casarões, que fazem parte do patrimônio cultural brasileiro”, afirmou.

Na decisão, publicada em 08 de junho deste ano, a Justiça Federal determinou que o município de São Luís, o Estado do Maranhão e o Iphan providenciem o levantamento dos imóveis em situação de abandono na área de tombamento federal e, após a conclusão desta etapa, o Município faça a abertura dos processos de arrecadação, na forma da Lei Municipal 4.478/2005.

Além disso, o Estado do Maranhão e o Iphan devem definir ações necessárias para cada imóvel, assim como programação orçamentária e cronograma para a realização das obras, observando que deverá haver entendimento conjunto para evitar a duplicidade de ações sobre os mesmos casarões.

Os órgãos devem, ainda, realizar obras emergenciais para prevenir novos danos e garantir a estabilidade dos imóveis em situação de abandono a fim de evitar o desabamento. Também terão que vistoriar os imóveis, periodicamente, até que sejam recuperados, e apresentar relatórios trimestrais sobre o estado dos casarões e as intervenções realizadas.

Roberto Costa aumenta o tom e volta a cobrar Simplício Araújo

O deputado estadual Roberto Costa (MDB) prometeu e cumpriu. Nesta terça-feira (29), o parlamentar voltou a Tribuna da Assembleia Legislativa para cobrar uma resposta do secretário de Indústria e Comércio do Maranhão, Simplício Araújo.

Na semana passada, Roberto Costa já havia feito a cobrança pública (reveja), mas Simplício alegou que jamais havia sido notificado pela Assembleia Legislativa e por esse motivo não enviou as informações solicitadas.

Só que desta vez Roberto Costa aumentou ainda mais o tom e desmentiu o secretário de Indústria e Comércio. O deputado disse que Simplício é conhecido no Maranhão como um mentiroso contumaz, apresentou a comprovação de que o secretário foi notificado e que ele se resume a “latir”.

“Simplício Araújo é conhecido como Simplício Mentiroso. Ele disse que nunca tinha sido comunicado por esta Casa a respeito do nosso requerimento, afirmou numa entrevista onde latiu, latiu e não disse nada, só mentiu. E hoje aqui eu trago à Assembleia, o primeiro e-mail que a Assembleia encaminhou no dia 25 para o senhor Simplício Araújo, recebendo no dia 26, para o e-mail dele, oficial da Secretaria de Indústria e Comércio. Passaram três, quatro meses, ele não deu nenhuma
informação a respeito desse e-mail. Foi encaminhado um segundo e-mail no dia 4 de agosto e dessa vez, além de encaminhar para o Simplício Mentiroso, encaminhou também para o seu Chefe de Gabinete, o Panúzio. Aqui as provas”, afirmou Roberto Costa.

O deputado afirmou que mais uma vez a Assembleia Legislativa encaminhou cópia do Requerimento aprovado e quer saber qual a desculpa que será utilizada por Simplício, já que o mesmo publicamente já tem conhecimento do Requerimento aprovado.

“Eu quero saber agora do Senhor Simplício Mentiroso, se ele vai dar o atestado de corrupto para a Assembleia Legislativa e para o povo do Maranhão! Porque, se ele não encaminhar esses processos, será uma prova cabal de que existe corrupção feita pelo secretário de Indústria e Comércio e pelo ex-secretário adjunto Expedito Júnior, que assinou os processos”, destacou.

Roberto Costa finalizou dizendo que o desespero demonstrado por Simplício Araújo, apenas confirma que tem algo muito errado na denúncia que deseja apurar o parlamentar.

” O desespero do Simplício mostrado na entrevista na rádio onde ele usou de todos os palavrões, mostrando exatamente que o cerco chegou ao bandido e que o bandido não sabe o que fazer e começou a espernear,
mas não adianta porque não vai ganhar no grito”, finalizou.

Entenda – Roberto Costa conseguiu aprovar um Requerimento de sua autoria, ainda no mês de maio, solicitando que a Secretaria de Indústria e Comércio “apresentasse cópias dos processos de contratação, pagamento e execução, referente a processos envolvendo duas empresas, com a finalidade de apurar eventual desvio de recursos públicos”.

O Requerimento foi apresentado após denúncias na imprensa contra as empresas Jackson Pereira Leite e da AGIL Construções e Serviços LTDA. A denúncia é que a contratação teria sido feita através do subsecretário da pasta, Expedito Rodrigues Junior, que é candidato à Prefeitura de Bacabal. Só que na denúncia, as empresas seriam de fachadas e estariam sendo usadas para desviar recursos públicos, oriundos do Fundo Estadual de Desenvolvimento Industrial do Maranhão.

Blog do Jorge Aragão

São Luís de Verdade é pauta de reunião de Yglésio Moyses e Dr. Mauro Cesar com lideranças

Na noite desta segunda-feira (28), os candidatos a prefeito e vice-prefeito, Yglésio Moyses e o Dr. Mauro Cesar, respectivamente, receberam lideranças no comitê de campanha, localizado na avenida dos Holandeses. O encontro com as lideranças teve o objetivo não só de apresentar pontos da campanha, mas mostrar como o interesse em cuidar de São Luís é verdadeiro.

“Trazer as lideranças a para esta reunião pra debater sobre uma São Luís de verdade fortalece ainda mais a nossa caminhada por uma cidade onde as pessoas sejam as principais prioridades de um gestor público”, disse Yglésio Moyses. “A nossa necessidade em cuidar da nossa cidade é verdadeiro e queremos atingir e dividir esse sentimento com mais pessoas”, completou.

Para o Jorge, profissional de saúde e liderança comunitária da Cidade Operária, a discussão de hoje representa a convicção de que existe um candidato que está, de fato, preocupado com as pessoas.

“Saí da reunião com a certeza de que há um candidato preocupado com as pessoas mais carentes da nossa cidade e que está, também, bastante preocupado com o futuro das nossas crianças”, pontuou.

Segundo o Mauro Cesar, candidato a vice-prefeito, poder caminhar ao lado de pessoas das comunidades, dando voz aquém convive com os problemas da cidade todos os dias, enriquece a caminha rumo à prefeitura de São Luís.

“Fazer uma campanha eleitoral um projeto de governo sem ouvir as bases é mesma coisa de querer fazer um bolo sem tocar na farinha. A experiência de poder ouvir os problemas da realidade de quem está diretamente ligado a cada comunidade é sempre muito enriquecedor”, pontuou o candidato a vice-prefeito.

Conhecer as dores das pessoas, segundo ele, é um fator norteador para uma cidade melhor. “Nos faz sentir de perto problema das pessoas compartilharem dos seus sofrimentos, o que nos deixa ainda mais empenhados nos nossos propósitos, acreditando que é possível, sim, fazer dessa cidade um lugar melhor para se viver”, disse.

“Eu quero discutir as minhas ações”, avisa Rubens em entrevista

O candidato a prefeito de São Luís, Rubens (PCdoB), concedeu entrevista nesta sexta-feira (25) ao programa Jornal da Mira, da radio Mirante Fm. Na oportunidade, ele explicou mais sobre como tem se dado os preparativos para a campanha eleitoral.

Rubens, que não esconde o seu lado político, muito menos seus aliados, explicou que o fato de ter familiares na política não determina a capacidade de ser ou não ser um bom gestor. Para o candidato, o fator que melhor define um bom mandato é o trabalho. “Ser filho de político não me faz pior nem melhor que ninguém, o que importa é o trabalho da pessoa e sua dedicação e sua forma de atuar na política”, enfatiza Rubens.

Além da clara inspiração no jeito de fazer política de seu principal aliado, o governador Flávio Dino, Rubens também destaca a sua atuação à frente da Secretaria das Cidades. Muito além das discussões sobre os familiares na política, o candidato mostra que já possui grande experiência em gestão, e que está pronto para demonstrar como prefeito da capital.

“Mais importante que debater se eu sou filho do político ou não, eu quero que nós debatamos as minhas ações de quando eu fui secretário das Cidades, por exemplo. Nós concluímos 1.300 apartamentos para tirar quem estava na palafita e dar um apartamento do Minha Casa, Minha Vida com qualidade. Nós tocamos e ampliamos o Programa Cheque Minha Casa, onde o Governo do Estado doa R$ 5 mil em material de construção para reformar a casa de pessoas de baixa renda”, relembrou.

Rubens ainda citou o Programa de Revitalização do Espaços Públicos, reformamos o Viva da Cidade Operária, Praça do Cohatrac, Praça no São Francisco entre outras tantas obras em São Luís. “É isso que eu quero discutir! E mais importante que ser filho de político ou não ser, é como a pessoa trabalha”, finalizou.

O ex-secretário de Gil Cutrim que virou prefeito de São José de Ribamar

Pouca gente conhece a história do atual prefeito José Eudes Sampaio Nunes, popularmente conhecido como Eudes Sampaio.

Antes de iniciar a carreira política, Eudes Sampaio foi secretário municipal da Receita, na gestão do ex-prefeito Gil Cutrim. Homem de confiança, o ex-secretário foi escolhido para ser o companheiro de chapa na reeleição do então gestor em 2012.

Em 2016, após quatro anos como vice-prefeito, Eudes Sampaio foi reeleito para o cargo, desta vez, na chapa do ex-prefeito Luís Fernando, que renunciou ao cargo deixando o comando na mão de Eudes Sampaio.

Conhecedor do bom trabalho exercido na gestão do seu ex-companheiro de chapa, Eudes fez questão de manter nomes importantes do secretariado do ex-prefeito, como Edson Calixto, que deixou o cargo para cumprir a legislação eleitoral, Paulo Leite, atual secretário de Cultura, José Isaac e Maria Madalena, atuais secretários do Meio Ambiente e que também foram os auxiliares de confiança do ex-prefeito Gil Cutrim.

Fazem parte da gestão do atual prefeito Eudes Sampaio, os ex-secretários do ex-prefeito Gil Cutrim, Joana Marques (Educação); Sônia Maria e Pedro Oscar (Assistência Social) e até a chefe de gabinete Beníce Gisele, que chefiou o gabinete do ex-prefeito Gil Cutrim e segue chefiando o gabinete do atual prefeito Eudes Sampaio.

Severino Sales declara apoio a Ivaldo Rodrigues

O vereador, Ivaldo Rodrigues (PDT) recebeu nesta quinta-feira (24), em sua residência, Severino Sales, que declarou o apoio ao canditado à reeleição para vereador em São Luís.

Severino chega ao time de Ivaldo pra somar; o candidato deve ter uma das votações mais expressivas nestas eleições para vereador em São Luís. O ex parlamentar já foi também secretário Municipal Extraordinário de Assuntos Políticos e demonstra ser um grande articulador.

Ivaldo caminha em sua campanha focando em mostrar seu trabalho e os resultados do seu esforço como secretário Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento; quando na época criou e executou o maior projeto cultural e turístico da grande ilha – a Feirinha São Luís.

Depois de trair eleitorado, Ricardo Murad, e servir de laranja de Edvaldo, Fábio Câmara quer voltar à Câmara…

Depois de trair eleitorado, Ricardo Murad, e servir de laranja de Edvaldo, Fábio Câmara quer voltar à Câmara…

Bateu saudade no ex-vereador Fábio Rogério Barbosa Câmara de ocupar uma cadeira na Câmara Municipal de São Luís. Pois é, após algum tempo fora do cenário político, Câmara se prepara para enfrentar as urnas nestas eleições.

O ex-parlamentar ocupou uma vaga no parlamento ludovicense entre 2012 e 2016.

Na época, eleito com expressiva votação de quase 7 mil votos graças ao apoio do ex-todo poderoso da saúde do maranhão Ricardo Murad, Câmara era visto como futuro promissor na política maranhense.

No entanto, ao longo mandato, acabou metendo os pés pelas mãos e inviabilizou até mesmo sua reeleição.

Opositor ferrenho do prefeito Edvaldo Holanda Jr, chegou ao final do mandato completamente enfraquecido politicamente e, para piorar, devendo ‘Deus e o mundo’.

No entanto, como num jogo de Xadrez, Câmara viu nas eleições de 2016 um meio de resolver seus problemas financeiros: sair candidato a prefeito.

Com discuso de que para ‘fazer mais’ por São luís precisaria chegar ao executivo, abandonou a cadeira no parlamento e saiu candidato. Mas, à época, todos sabiam que o objetivo central era tentar ‘barganhar’ algo nas eleições, e assim foi feito.

Diante do cenário difícil em que se encontrava Edvaldo Jr devido a ascensão de Wellington do Curso no primeiro turno, o ‘titio Fábio’, como ficou conhecido, passou atuar como laranja do então prefeito. (RELEMBRE AQUI).

Nos bastidores, comentava-se que Câmara recebia ‘gordas’ quantias para proferir ataques a quem ameaçasse a reeleição de Edvaldo.

As entregas aconteciam sempre durante a madrugada e eram intermediadas por pessoas ligadas ao ex-secretário Diogo Lima, tido como figura central nas articulações que garantiram a vitória de Edvaldo Holanda Jr em 2016.

Na época, passado a eleição, o ex-parlamentar ficou com a reputação na lama e logo caiu num mar de esquecimento.

Já em 2018 quando ressurgiu das cinzas, ‘titio Fábio’ deu mais uma demonstração de como não fazer política.

Agindo com egoismo e ingratidão, virou as costas ao seu ex-padrinho político Ricardo Murad, e, além de não declarar apoio a Andréa Murad – filha de Murad e deputada na época, resolveu sair candidato a deputado estadual mesmo sem a minima chance de ser eleito.

Marcada por ingratidão, traições, egoismo, e muita propina, a carreira política de Câmara vive um desgaste total, o que dificultará muito seu retorno à Câmara Municipal de São Luís.

Primeira Infância: Mães são aliadas de Yglésio na construção do Papi

As mães estão sendo as grandes aliadas do candidato a prefeito de São Luís, Yglésio Moyses (PROS) na construção do Programa de Apoio à Primeira Infância, o Papi.

O Papi é um programa que tem o objetivo de cuidar da primeira infância, com foco na saúde, educação e geração de renda. Um dos benefícios é o auxílio financeiro individual destinado às crianças de 0 a 6 anos, no valor de até R$ 200,00 por família.

O programa já está sendo levado ao conhecimento das famílias em diversos bairros da capital, por meio do “Papi Comunidades”, e tem sido muito bem recebido devido aos benefícios que prevê para as crianças e, consequentemente, para as famílias.

A cada conversa com as famílias nos bairros, o projeto vai sendo aprimorado e sendo moldado de acordo com as necessidades das comunidades, pois o objetivo de Yglésio Moyses é atender as famílias e ajudá-las, entre outros, a garantir alimento, assistência pediátrica e novas perspectivas de vida para os filhos.

Incentivo à educação

Durante a visita às comunidades, Yglésio Moyses explica o que é o Papi, quem pode e como aderir. E o programa não é só de alimentação. Por meio dele, o candidato a prefeito pretende também incentivar a frequência escolar das crianças, já que este é uma das exigências para ser contemplada com o benefício. “Serão beneficiadas até duas crianças de 0 a 6 anos por família que estejam com frequência regular à escola de, no mínimo, 85%, no caso das crianças de 4 a 6 anos, e que tenham acompanhamento nutricional. Além disso, só poderão receber o auxílio financeiro individual, que é de R$ 100,00, os beneficiários do Bolsa Família e do Auxílio Emergencial”, explicou.

“Sabemos das limitações dos recursos públicos e não temos como, no primeiro momento, financiar valores muito altos. Começaremos com o benefício nesse valor e, durante o andamento do programa, conversaremos com as mães para receber o feedback sobre as melhorias transformações feitas na vida das crianças pelo programa e vamos revendo os impactos e aperfeiçoando-o”, informa Yglésio.

Justiça suspende divulgação de pesquisa falsa que aponta liderança de Camyla Jansen em Cajari

A juíza Carolina de Sousa Castro, titular da 20ª Zona Eleitoral de Viana, emitiu sentença determinando a imediata suspensão da divulgação de dados de uma pesquisa eleitoral fraudulenta que aponta a atual prefeita de Cajari, Camyla Jansen Pereira (DEM), liderando a corrida sucessória no município da Baixada Maranhense.

O levantamento foi contratado pela Rádio Maracu Ltda e os números foram amplamente disseminados, este mês, por alguns veículos de comunicação ligados à gestora.

Carolina de Sousa atendeu representação proposta pelo Diretório Municipal do PDT.

Segundo a magistrada, o processo de coleta de dados apresenta-se em desacordo aos requisitos legais estabelecidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Só para se ter uma ideia, o levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral no dia 24 de agosto, tendo data de divulgação prevista para o dia 30 do mesmo mês.

No entanto, o período de coleta de dados informado variou entre os dias 01 e 02 de setembro, situação que não se adequa ao artigo 2ª da resolução nº 23.600/09, do TSE.

Além de determinar a suspensão da divulgação dos números, a magistrada impôs penalidades em caso de descumprimento da sua decisão, como o pagamento, por parte da Rádio Maracu, de multa, cujos valores variam entre R$ 53 mil e R$ 106 mil.

Clique abaixo e veja a decisão:

Page 1 of 5

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén