Poder e Cotidiano

Mês: março 2020 Page 1 of 4

Asfalto de Edvaldo cede e engole motocicleta no bairro Cohatrac, em São Luís

Morador e um policial tentam quebrar o resto do asfalto para resgatar o veículo.

Mais uma vez o asfalto de péssima qualidade colocado nas ruas de São Luís faz o prefeito Edvaldo Holanda Jr. passar vergonha.

Um vídeo que circula nas redes sociais desde as primeiras horas da noite desta terça-feira (31), mostra uma motocicleta completamente engolida pelo asfalto.

No vídeo, um morador relata que o asfalto cedeu com a chuva e engoliu o veículo. O fato ocorreu no bairro Cohatrac, em São Luís.

O bairro é o mesmo que meses atrás ficou tomado pela buraqueira com um simples ‘chuvisco’, (reveja). E é o mesmo também, que passa rotineiramente nas propagandas da prefeitura como sendo cartão postal da suposta ‘eficiência’ do programa “Mais Asfalto”.

Veja no vídeo abaixo:

Denúncia: em meio à crise do COVID-19, vereadores de Carutapera se vendem por R$ 120 mil

Em meio à pandemia causada pelo coranavírus, os vereadores de Carutapera aproveitam a distração do povo para se venderem para políticos que possuem poder aquisitivo. De acordo com a denúncia de um morador, os vereadores da base do governo estão aceitando se filiar a um grupo da oposição política pelo valor de 30 mil reais.

Usando um aparelho celular, Isac que é morador do município, indignado com a situação, gravou um vídeo cobrando um posicionamento dos vereadores do município. Na gravação, ele sugere que ao invés dos parlamentares se importarem só em aumentarem os seus lucros nesse momento em que o mundo precisa da ajuda de todos, que eles se empenhassem em ajudar as famílias mais necessitadas, com auxilio, por exemplo, de sexta básica.

Um outro morador que não teve a identidade revelada, utiliza do mesmo discurso do primeiro morador para chamar atenção da população.

No final do vídeo faz um alerta para que os moradores de Carutapera não comentam o erro de votar errado nas eleições de 2020.

Veja abaixo:

Maranhão pode ter 200 pessoas infectadas e assintomáticas para o novo coronavírus

O Maranhão pode ter cerca de 200 pessoas infectadas com Covid-19, o novo coronavírus, mas sem sintomas aparentes, segundo informação divulgada pelo governador Flávio Dino na manhã desta segunda-feira (30), em São Luís. O último boletim da Secretaria de Estado da Saúde (SES) aponta que são 22 casos e uma morte registrada por causa da doença no estado. 

“Muito provavelmente, mais de 200 pessoas estão com o vírus em todo o Maranhão e são assintomáticas”, disse o governador Flávio Dino, ressaltando que o estado já conta com transmissão comunitária da Covid-19, que é feita quando a transmissão do vírus é feita ao mesmo tempo por várias fontes não identificadas e que não estiveram no exterior. 

​Entre os casos confirmados, três pacientes estão sendo tratados em hospital da capital e os demais estão em tratamento domiciliar, sendo monitorados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). O governador também fez críticas à hipótese de isolamento vertical na sociedade e sobre as medidas de segurança tomadas no estado, como a suspensão de aulas e isolamento social. 

“Estamos mantendo, na data de hoje, todas as medidas preventivas já decretadas, sobretudo aquelas referentes ao comércio, referentes às escolas”. O governo estadual já tinha determinado a suspensão de aglomerações e das aulas, o isolamento domiciliar compulsório de todas as pessoas com sintomas de gripe, por 14 dias, e o decreto de calamidade pública. O comércio também fechou as portas, mas estão mantidos serviços essenciais, como os de alimentos (supermercados), farmácias e postos de combustíveis”, disse o governador. 

Na tarde desta segunda, Governo e Prefeitura farão uma nova coletiva de imprensa para esclarecer sobre atendimentos em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da capital e Hospital Universitário durante as próximas semanas de pandemia. 

Perfil dos casos confirmados

  • Homem, de 69 anos (1º)
  • Mulher, de 37 anos (2º)
  • Homem, de 66 anos (3º)
  • Mulher, de 70 anos (4º)
  • Mulher, de 72 anos (5º)
  • Mulher, de 76 anos (6º)
  • Homem, de 43 anos (7º)
  • Homem, de 57 anos (8º)
  • Homem, de 55 anos (9º)
  • Mulher, de 28 anos (10º)
  • Homem, 30 anos (11º)*
  • Mulher, de 45 anos (12º)
  • Mulher, de 44 anos (13º)
  • Mulher, de 29 anos (14º)
  • Homem, de 26 anos (15º)
  • Homem, de 29 anos (16º)
  • Homem, 61 anos (17º)
  • Mulher, 58 anos (18º)
  • Mulher, 36 anos (19º)
  • Mulher, 49 anos (20º)
  • Mulher, 55 anos (21º)
  • Criança, sexo feminino, 1 ano de idade (22º)
  • Homem, de 49 anos

Centro de Testagem

O Maranhão possui dois Centros de Testagem para casos do novo coronavírus. O primeiro, é localizado localizado na Policlínica Diamante em São Luís. O segundo também é localizado em São Luís, no Viva Beira-Mar. 

Devem procurar os centros pessoas que estejam com sintomas de febre, tosse e dificuldade de respirar ou tenham feito viagens para outras áreas que estejam com casos confirmados da doença, e tenham tido contato com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19. 

Os laboratórios estão recebendo a coleta de material para a realização de exames para Covid-19 e dando orientações sobre as medidas que devem ser tomadas após o laudo. Os locais funcionamde segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Cuidados

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

Via G1;MA

Bebê de 1 ano é diagnosticada com novo coronavírus no Maranhão

Uma bebê de apenas 1 ano de idade foi a primeira menor confirmada com infecção pelo novo coronavírus (Covid-19) no Maranhão.

A informação consta de novo boletim da Secretaria de Estado da Saúde (SES) sobre os casos em monitoramento no estado

Segundo a pasta, há ainda 434 casos suspeitos e 22 confirmados.

Neste domingo (29) registrou-se a primeira morte por Covid-19 no Maranhão. A vítima era um homem de 49 anos, com histórico de hipertensão.

Grupo de deputados propõe redução de 50% do próprio salário durante pandemia

Grupo de deputados propõe redução de 50% do próprio salário durante pandemia

Deputados do Maranhão propõem redução dos próprios salários.

Um grupo de deputados estaduais do Maranhão protocolou um projeto de decreto legislativo que propõe a redução de seus próprios salários em 50% pelo período de três meses, com o objetivo de ajudar o Estado do Maranhão a enfrentar a pandemia de coronavírus (Covid-19).

A proposta, encabeçada pelo deputado Duarte Jr (Republicanos), com apoio dos parlamentares Felipe dos Pneus (Republicanos), Daniella Tema (Republicanos), Fábio Macedo (Republicanos) e Mical Damasceno (PTB), destina o valor resultante da redução para ações em prol de pessoas que perderam a renda ou o emprego em razão da pandemia. O valor também deve ser investido no financiamento de políticas públicas de combate aos efeitos sociais do coronavírus.

Nacionalmente, já existem pelo menos quatro projetos para a redução de salários dos deputados federais, que ainda precisam ser analisados pela Câmara dos Deputados, em Brasília.

“Espero que essa medida seja adotada por outros deputados. Neste momento de pandemia, em que as medidas de isolamento e contenção afetam a economia de empresários, micro e pequenos empreendedores, profissionais liberais e informais, essa é uma das alternativas para que essas pessoas possam novamente gerar emprego e renda, bem como assegurar condições de vida para muitas famílias”, argumentou Duarte, que espera a aprovação da proposta pelos outros deputados do Maranhão ainda nesta semana.

A deputada Daniella Tema (Republicanos) disse que os deputados não podem cruzar os braços e esperar apenas por ações dos governos. “Cada um de nós precisa fazer a sua parte. Precisamos mostrar para o povo que somos parte da solução e que vamos encarar as consequências das medidas de enfrentamento a essa pandemia unidos à população. Nós, como representantes dos maranhenses, achamos que é justo que a verba pública seja destinada aos que mais precisam dela. Por isso, propusemos a redução em 50% dos nossos subsídios mensais para ajudar no combate dessa crise sanitária, que, além de tirar muitas vidas, tem afetado economicamente a vida de milhares de trabalhadores. Precisamos nos unir e mostrar que somos bem mais fortes”, ressaltou.

A deputada Mical Damasceno (PTB) destacou que, neste momento de contenção da Covid-19, em que as pessoas estão sendo orientadas pela OMS e pelo Ministério da Saúde a ficar o maior tempo possível em casa para diminuir a propagação do vírus, os efeitos, infelizmente, vêm acompanhados de impactos negativos na economia. “Existem vários irmãos maranhenses passando agora por dificuldades, precisando desses recursos, pessoas como trabalhadores informais e autônomos que perderam grande parte da sua renda devido ao isolamento social. Diante desse quadro, tomamos a iniciativa com mais quatro colegas deputados de pedir a redução do nosso salário em 50% pelo período de três meses. Assim, vamos beneficiar os que trabalham dentro dessa informalidade, bem como ações para a efetivação de políticas públicas, em razão dessa pandemia”, destacou.

O deputado Fábio Macedo (Republicanos) disse que o valor será revertido para auxílio às famílias maranhenses que estão em isolamento social e não podem assumir seus postos de trabalho. “Peço que, neste momento tão difícil, Deus abençoe o nosso Estado e o nosso país e que nós possamos sair disso tudo mais fortalecidos”, afirmou.

O deputado Felipe dos Pneus (Republicanos) reforçou a importância da união em prol de ações efetivas. “Sempre usei o lema vamos fazer juntos, fazer juntos não apenas nos bons momentos, mas também em situações difíceis como a que estamos vivendo agora. Precisamos nos unir, dar as mãos e cada um fazer a sua parte. A união pode vencer qualquer dificuldade”, pontuou.

Após ser acionado pelo prefeito Aluísio, Gabinete de Crise colabora com DNIT nas obras na BR-222

As obras continuam na BR-222, mas trecho está liberado com passagem parcial para veículos. Essa é uma das ações da Gabinete de Crise, que foi instituído pelo Prefeito de Açailândia, Aluísio Sousa, como meio específico de auxiliar de forma urgente a equipe do DNIT e toda a população atingida pelas fortes chuvas que caíram sobre o município de Açailândia.

Segundo o DNIT, durante tal período, para a realização dos serviços, serão intercalados momentos de interdição parcial de pistas, momentos de interdição total de pistas e momentos de trânsito livre.⠀

Depois das fortes chuvas, o prefeito Aluísio declarou situação anormal caracterizada como estado de emergência em toda a extensão territorial no âmbito do Município de Açailândia, em decorrência das fortes chuvas, e criou o Gabinete de Crise, formado pelos seguintes Agentes  Públicos:

 I – Aluísio Silva Sousa – Prefeito Municipal;

II – Renan Rodrigues Sorvos – Procurador-Geral do Município;

 III – José Alves de Oliveira – Secretário Municipal de Economia e Finanças;

IV – Sininger Vida de Oliveira Neto – Secretário Municipal de Governo;

V – José Melgaço Chaves – Secretário Municipal de Meio Ambiente;

VI – Carlos Alberto Miranda da Costa – Secretário Municipal de Infraestrutura e Urbanismo;

VII – Lee Max de Almeida Andrade – Secretário Municipal de Planejamento;

VIII – Marisete Ferreira Rocha Lacerda – Secretária Municipal de Assistência Social; 

 IX – Clayton Viana da Conceição – Coordenador Municipal de Defesa Civil. 

Competirá aos respectivos componentes do Gabinete de Crise, no âmbito de sua competência, emissão de relatórios sobre a situação de abastecimento e o atendimento dos serviços essenciais à população, para se for o caso, a decretação do estado de calamidade ou a revogação do estado de emergência, que competirá exclusivamente ao Prefeito Municipal.

Prefeito Luciano mantém decreto e pede que população permaneça em casa


Foi através de um vídeo divulgado em suas redes sociais, que Luciano Genésio, falou aos pinheirenses sobre a crise pela qual passamos e de sua decisão diante do pronunciamento do Presidente da República, Jair Bolsonaro.

Em sua fala ele disse ser “muito importante nesse momento, termos consciência de que nossa prioridade é a vida”. Pediu que todos continuem cumprindo as medidas preventivas do decreto n°009/2020, principalmente o isolamento social, que é uma das ações mais eficazes no combate ao novo Coronavírus (Covid-19).

Luciano está alinhado ao Governo Estadual, que também decidiu pela continuidade da quarentena e das restrições nas divisas do Estado.

Genésio ainda afirmou que na próxima semana se reunirá com a Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL, para tratar sobre as medidas que serão mantidas e que irá a público informar sobre as decisões, em relação principalmente ao retorno de alguns setores do comércio da cidade.

O prefeito Luciano finalizou a gravação pedindo que as pessoas continuem se prevenindo e cuidando do que é realmente mais importante.

Justiça manda soltar empresário Pedro Teles

O Desembargador José Luiz Oliveira, da Segunda Câmara Criminal, determinou, a última quarta-feira (19), a soltura do empresário Pedro Teles, filho do ex-prefeito de Barra do Corda Manoel Mariano, o Nenzin.

Teles é acusado de ter encomendado a morte do trabalhador rural Miguel Pereira Araújo, o Miguelzinho, que teria invadido terras do empresário em Barra do Corda.

Pedro Teles é irmão de Manoel Mariano Filho, acusado de ser o mandante de morte do próprio pai.

Famem distribuirá álcool em gel para municípios maranhenses

A Federação dos Municípios do Estado do Maranhão dá início neste sábado, 21, à distribuição de álcool em gel para todas as prefeituras. A distribuição será supervisionada pelo Comitê de Crise instalado por iniciativa do presidente Erlanio Xavier para atender às demandas dos gestores que enfrentam vários flagelos como enchentes e ameaça da pandemia do coronavírus e epidemia de H1N1. O comitê é formado por seis prefeitos, profissionais da área da saúde, e diretores da Famem. 

“Esta foi uma maneira que encontramos de atender à grande demanda deste momento de união e força dos gestores. Neste primeiro momento, este material será fundamental para essa batalha que é de todos os maranhenses, brasileiros e do mundo inteiro. É preciso que estejamos coesos na luta para conter o avanço do coronavírus. Estamos fazendo a nossa parte”, ressalta o presidente.

O material será distribuído em pelo menos três polos no estado. Além de São Luís, funcionarão outros dois polos no estado. Mais de 1,5 mil caixas de álcool em gel serão distribuídas neste primeiro momento. Um segundo lote será dá distribuído na próxima semana.

Os critérios de distribuição do material estão sendo discutidos pelo comitê. Mas é consenso que todos municípios menores irão receber quantidades compatíveis com o público atendido. O álcool em gel, em falta no mercado brasileiro, vai abastecer unidades de saúde dos municípios e agentes de saúde e de endemias que estão na linha de frente do combate ao Covid-19.

Em pelo menos 18 municípios do Maranhão, segundo boletim da Secretaria de Estado da Saúde emitido na quinta-feira, 19, existem pessoas que estão sob suspeitas de ter mantido contato com o Covid-19.  Depois de São Luís, Imperatriz, Caixas e Santa Inês são os que possuem maior número de pessoas suspeitas.  

Juntamente com os gestores de saúde dos municípios, a Famem estará promovendo uma campanha de orientação e estímulo a hábitos de higiene como forma mais eficaz de combater a pandemia de coronavírus no estado. O comitê estuda distribuir a partir da próxima semana kits de higiene para reforçar o combate ao Covid-19.

Em ação coletiva, vereadores destinam R$ 3,1 milhões para combater H1N1 e COVID-19 em São Luís

Parlamentares reforçaram a união e destinaram novos recursos para o setor da Saúde.
Parlamentares reforçaram a união e destinaram novos recursos para o setor da Saúde. 

Os 31 vereadores de São Luís adotaram um posicionamento coletivo e decidiram destinar ao Município, cada um, R$ 100 mil em emendas, totalizando um aporte financeiro de R$ 3,1 milhões, para novos investimentos em ações de combate e prevenção aos vírus H1N1 e COVID-19. 

A iniciativa pioneira tratou-se de uma articulação feita pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Osmar Filho (PDT), e que contou com o apoio de todos os demais parlamentares. 

Na próxima terça-feira (24), durante sessão plenária ordinária, os vereadores receberão no Palácio Pedro Neiva de Santana o secretário municipal de Saúde, Lula Filho. 

Na oportunidade, o auxiliar do prefeito Edivaldo, além de sugerir quais ações emergenciais são mais importantes e se apresentam, neste momento, como fundamentais para receber este investimento, também fará um balanço do trabalho desenvolvido pela Prefeitura com o objetivo de combater a proliferação dos vírus. 

Articulação foi feita pelo presidente da Casa, Osmar Filho.
Articulação foi feita pelo presidente da Casa, Osmar Filho.

“O Parlamento de São Luís, mais uma vez, mostrou união e força. Todos os vereadores concordaram com a iniciativa de destinar emendas, cujos recursos serão aplicados no setor da saúde, em especial nas ações direcionadas para prevenir a proliferação da gripe H1N1 e do Novo Coronavírus. Continuaremos unidos e trabalhando pelo bem da população da nossa capital”, disse Osmar Filho. 

No início desta semana, o presidente da Casa assinou resolução administrativa adotando regras e procedimentos internos na sede do Parlamento para combater o avanço do COVID-19. 

As medidas vão desde a diminuição do número de sessões ordinárias, que serão realizadas somente às terças-feiras; até a restrição do acesso do público à galeria do Plenário; não realização de visitas institucionais e de eventos relacionados, ou não, com a atividade parlamentar; além da liberação de servidores e colaboradores com idade acima de 60 anos, por exemplo.

Também foi alterado o horário do funcionamento administrativo da Casa, cujos setores, a partir de segunda-feira (23), funcionarão das 8h às 14h, por exemplo. 

A ação visa beneficiar parlamentares, servidores e o próprio cidadão evitando, desta forma, a aglomeração de pessoas, situação que já foi preconizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e Ministério da Saúde.

Page 1 of 4

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén