Afinal, quem é Laureen Silva Fernandes ? a pregoeira acusada de abuso de poder em licitação de R$ 228 milhões da SEDUC.

Na semana passada este blog publicou o verdadeiro ‘imbróglio’ envolvendo uma licitação multimilionária em andamento na Secretaria de Estado de Educação, comandada pelo pré-candidato a deputado federal e secretário Felipe Camarão, do PT (reveja).

Estimada em estratosféricos R$ 228 milhões, a licitação foi parar na justiça depois que pelo menos duas licitantes apontaram suposto abuso de poder prática pelo pregoeira da pasta.

Trata-se de Laureen Silva Fernandes Dias, figura pouco conhecida entre grande parte das empresas que corriqueiramente atuam no poder público.

Atuando na Comissão Permanente de Licitação (CPL) da SEDUC há pelo menos 5 anos, sabe-se apenas que Laureen possuí estreita relação com o secretário Felipe Camarão.

Considerada alguém de difícil acesso, a pregoeira quase nunca é vista na própria SEDUC, e é conhecida por comandar a ‘mão de ferro’ às licitações.

Considerada também uma espécie de ‘fantasma’, a pregoeira não é encontrada nem mesmo nas redes sociais, o que pode evidenciar, entre outras coisas, a tentativa de fuga dos holofotes.

Na pasta, a empresa Servfaz serviços de mão obra ltda, localizada na cidade de Teresina, no Piauí, é apontada como principal beneficiária dos abusos praticados por Laureen Silva.

A reportagem do Blog do Maldine Vieira vem fazendo um minucioso levantamento sobre os contratos celebrados entre a secretaria e a empresa através de licitações comandadas pela pregoeira, o que pode confirmar a suspeita de direcionamento.