ATENÇAÕ, GAECO! empresas controladas por ‘testas de ferro’ faturam milhões em contratos na EMSERH.

Sob comando do presidente Marcos Antônio Grande, a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH) vem celebrando contratos milionários com empresas controladas pelos chamados ‘testas de ferro’.

Em tese, testa de ferro é o nome que se dá ao indivíduo que aparece como responsável por um determinado negócio ou firma, enquanto o verdadeiro líder se mantém no anonimato, controlando a empresa.

O testa de ferro é aquele que é uma espécie de fachada, assume a liderança, mas não tem o poder.

Levantamento realizado pela reportagem do Blog do Maldine Vieira nos últimos dias, conseguiu detectar ao menos dois casos onde empresas registradas em nome de laranjas celebraram contratos milionários na pasta.

Os contratos são referentes a prestação de serviços de lavanderia hospitalar, e terceirização de serviços continuados de limpeza, conservação e higienização.

Para os serviços de lavanderia a principal beneficiaria dos contratos é a Lençóis Maranhenses Lavanderia Industrial e Hospitalar LTDA, que no papel pertence a Zenith Braga Mathias Gomes e Noelia Cutrim Pereira.

Atuando com contratos vultuosos na pasta desde abril de 2020, a empresa é, na verdade, controlada pelos ‘sócios ocultos’ Ronaldo Henrique Santos Ribeiro, conhecido como RR, e Eduardo, conhecido como Dbrinco.

Ainda segundo apurou a reportagem, Zenith Braga é sogra de Ronaldo Ribeiro, enquanto Noelia Cutrim é esposa do também sócio oculto Eduardo ‘Dbrinco’.

Ronaldo Ribeiro é figura conhecida na sociedade maranhense pela forte atuação como advogado-criminalista e, sobretudo, por colecionar escândalos. Recentemente, o jurista chegou ser condenado a prisão pela prática do crime de tráfico de influência (reveja).

Além do advogado Ronaldo Ribeiro e seu sócio, a reportagem chegou ao nome do mega empresário Marilson Oliveira Raposo.

Marilson, natural da cidade de Vitória do Mearim, possui um verdadeiro conglomerado de empresas atuando no governo do Estado através dos ‘testas de ferro’.

Na EMSERH, o empresário já conseguiu ‘abocanhar’ contratos multimilionários para prestação dos serviços continuados de limpeza, conservação e higienização, utilizando-se das laranjas Renata Oliveira Alcântara Raposo e Mariana Oliveira Alcântara Raposo.

Embora longe da responsabilidade legal de um negócio ou firma, Marilson comanda a ‘mão de ferro’ o poderoso Grupo Global, cujo matriz é localizada na cidade de São Paulo.

O empresário coleciona ainda uma extensa ficha criminal, que vai desde prisão por furto de energia elétrica através do famoso ‘gato’, à alvo de busca e apreensão pela Polícia Federal (PF).

Além da utilização de laranjas, o BLOG apurou que as licitações citadas acima podem ter sido direcionadas. Além disso, os valores estabelecidos em contratos apontam para o superfaturamento dos serviços. Esses e outros assuntos, no entanto, serão abordados nas próximas matérias.

A reportagem do blog não conseguiu contato com o presidente Marcos Antônio Grande e os demais citados. O espaço segue aberto para esclarecimentos.