Detran aditiva contrato de R$ 11,3 milhões com empresa citada em delação premiada do ex-diretor do Detran-MT

Pedetista e atual diretor do Detran-MA, Francisco Nagib Buzar aditiva contrato de R$ 11,3 milhões com suspeita de desvios no Departamento de Trânsito do Mato Grosso.

O Departamento de Trânsito do Maranhão (DETRAN-MA) aditivou, pela terceira vez, contrato de R$ 11,3 milhões com a empresa Thomas Greg & Sons Gráfica e Serviços, indústria e comércio, importação e exportação de equipamentos LTDA, citada em delação premiada como uma das integrantes de um esquema de corrupção que teria desviado milhões do Departamento de Trânsito do Mato Grosso.

Deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado em fevereiro 2018, na capital Cuiabá, a Operação Benreré detectou desvios na ordem de R$ 30 milhões dos cofres do DETRAN-MT entre os anos de 2009 à 2015. Entre os alvos da operação estavam políticos, empresários e servidores públicos. À época, um deputado, 3 empresários, um ex-secretário, e o irmão do parlamentar chegaram ser presos.

O nome da Thomas Greg foi citado na delação premiada do ex-diretor de Departamento de Trânsito Mato-grossense Teodoro Moreira Lopes. No total cerca de 58 pessoas são réus no processo em tramitação no Tribunal de Justiça do Mato Grosso (TJMT).

Assim como no Departamento do Mato Grosso, a Thomas Greg atua no DETRAN-MA na prestação de serviços de automação de exames teóricos técnicos e impressão e correção dos exames práticos de direção veicular para obtenção de Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Assinado no dia 6 de julho pelo pedetista e atual diretor do Órgão Francisco Nagib Buzar de Oliveira, a empresa chega ao seu terceiro aditivo a partir do contrato assinado em 2018 pela ex-secretária Larissa Abdalla Brito.

Com garantia de mais 12 meses à frente dos serviços e valores na ordem de quase R$ 1 milhão por mês, a empresa acumula faturamento de pouco mais de R$ 30 milhões no Maranhão.

Vale lembrar que o Departamento é controlado por um dos principais integrantes do Partido Democrático Trabalhista (PDT), comandado no Maranhão pelo senador Weverton Rocha, suspeito, entre outras coisas, de esconder uma verdadeira ‘caixa preta da corrupção’

Veja abaixo cópia do aditivo:

Anteriores

Sob comando de Diego Galdino, licitação de R$ 37 milhões na SEGOV é levada ao TCE por supostas irregularidades

Próximo

Aprovada MP que amplia e transforma Auxílio-Combustível em programa permanente

  1. Antônio Batista

    O Detran-MA precisa passar por uma CPI URGENTEMENTE.
    As autoridades maranhenses não tomam providências.
    VERGONHA!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén