Em coletiva, secretário de cultura diz que Braide recusou apoio do governo para o Arraial da Maria Aragão

Em coletiva, secretário de cultura diz que Braide recusou apoio do governo para o Arraial da Maria Aragão.

Durante coletiva realizada na sede do Palácio dos Leões na manhã desta terça-feira, 10, o secretário de Estado de cultura afirmou que a prefeitura de São Luís recusou apoio do governo para realização do Arraial da Maria Aragão.

Considerado um dos principais pontos turísticos durante o período junino, o Arraial, segundo o secretário, sempre foi realizado quase em sua totalidade pelo governo.

Segundo Paulo Victor, cerca de 80% eram custeados pelo Estado, enquanto apenas 20% pela prefeitura de São Luís.

Adolescente de 16 anos é morta a golpes de faca pelo ex-companheiro no interior do MA

Adolescente de 16 anos é morta a golpes de faca pelo ex-companheiro no interior do MA.

Uma adolescente, de 16 anos, foi morta a golpes de faca pelo ex-companheiro, identificado como Joelson Pinheiro, no sábado (7) no povoado Água Limpa, na zona rural de Brejo de Areia, cidade localizada a 385 km de São Luís. 

De acordo com a Polícia Militar (PM), o crime aconteceu após Joelson Pinheiro ter visto a ex-companheira com o atual namorado. O nome do homem não foi divulgado. 

A adolescente foi atingida com quatro golpes de faca, não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local. O namorado da vítima também foi atingido, chegou a ser socorrido e não corre risco de vida. 

Após o crime, o suspeito fugiu do local. A PM realiza buscas na região para localizar o suspeito que, até o momento, não foi localizado. 

A Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) investiga o caso como feminicídio.

Com a certeza da impunidade, Eduardo DP aparece dançando após ser alvo de reportagem nacional; veja o vídeo

Com a certeza da impunidade, Eduardo DP aparece em vídeo caindo na dança após ser alvo de reportagem nacional.

Depois de ser alvo de reportagem de um dos maiores veículos de comunicação do país, o ex-agiota e empresário maranhense Eduardo José Barros Costa, o Eduardo DP, gravou um vídeo caindo na dança.

O vídeo foi postado em suas redes sociais na tarde de ontem, 4, horas depois que jornal Folha de S. Paulo publicou reportagem revelando a atuação de laranjas na empresa por ele gerenciada.

A reportagem apontou o faturamento milionário da empresa na estatal federal Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba) e no Estado do Tocantis (TO), além de exibir as péssimas condições dos serviços executados (VEJA AQUI).

Sem demonstrar qualquer tipo de preocupação com a gravidade dos fatos noticiados, DP preferiu cair na dança e deixar os problemas de lado.

Veja no link abaixo:

https://youtube.com/shorts/Wjh774IfmRU?feature=share

Cliente deixa carro estacionado na frente do Quarteto e quando volta encontra o veículo arranhado, amassado e quebrado

Episódio ocorreu apenas uma semana após disparos de arma de fogo na porta da casa de eventos; Polícia Civil investiga o caso e vai pedir imagens de câmaras próximo ao local.

Um Volkswagen Virtus de cor branca foi alvo de criminosos na madrugada do último dia 22 a abril (de sexta para sábado) em frente a casa de eventos Quarteto Bar, localizada na Avenida dos Holandeses, Calhau em São Luís.

Ao blog, o dono do carro – que pediu para não ser identificado – relatou que chegou no local por volta meia noite e estacionou o carro na frente da casa de eventos. “Deixei o veículo do outro lado da rua atravessei e entrei no Quarteto”, contou.

Quando ele retornou, já por volta das 2h30, encontrou o carro arranhado em diversas partes, amassado e com vários vidros quebrados. “O flanelinha estava muito assustado e disse que não olhou nada”, disse a vítima que no dia seguinte procurou a polícia para denunciar o ocorrido.

Cliente deixa carro estacionado na frente do Quarteto e quando volta encontra o veículo arranhado.

Curiosamente o episódio aconteceu uma semana após o disparo de tiros na porta da casa de eventos, conforme noticiado pela imprensa maranhense.

O caso foi registrada na Polícia Civil sob a Ocorrência de nº 95777/2022 e está sob investigação da competência da delegada Samara Nagib Borges Nascimento. Nas proximidades do crime existe uma câmara da SSP-MA (Secretaria de Segurança Pública) e da SMTT (Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte).

Justiça autoriza saída temporária de 745 presos para o Dia das Mães

Justiça autoriza saída temporária de 745 presos para o Dia das Mães.

O juiz titular da 1ª Vara de Execuções Penais da Comarca da Ilha de São Luís, Rommel Cruz Viégas, encaminhou ofício à Secretaria de Administração Penitenciária, autorizando a saída temporária de 745 apenados do regime semiaberto para visita aos familiares em comemoração à semana do Dia das Mães de 2022. Os beneficiados foram autorizados a sair às 9h desta quarta-feira (04), devendo retornar aos estabelecimentos prisionais até as 18h do dia 10 de maio (terça-feira).

O magistrado também determinou que os dirigentes dos estabelecimentos prisionais da Comarca da Grande Ilha de São Luís comuniquem à VEP, até as 12h, do dia 23 de maio, o retorno dos internos e/ou eventuais alterações.

LEI DE EXECUÇÃO PENAL

Por preencherem os requisitos dos artigos 122 e 123 da Lei de Execução Penal, os apenados, se por outros motivos não estiverem presos, foram autorizados a sair das unidades prisionais, para visita aos seus familiares. Os beneficiados devem cumprir várias restrições como recolhimento à residência visitada, no período noturno; não frequentar festas, bares e similares; entre outras determinações.

De acordo com o artigo 123, “autorização será concedida por ato motivado do juiz da execução, ouvidos o Ministério Público e a administração penitenciária e dependerá da satisfação dos seguintes requisitos: comportamento adequado; cumprimento mínimo de um sexto da pena, se o condenado for primário, e um quarto, se reincidente; compatibilidade do benefício com os objetivos da pena”.

CADÊ O MP ? irmão do assessor de Brandão é ‘sócio oculto’ em empresa que já movimentou mais de R$ 10 milhões na EMSERH

CADÊ O MP ? irmão do assessor de Brandão é ‘sócio oculto’ em empresa que já movimentou mais de R$ 10 milhões na EMSERH.

Há pelo dois meses este blog denunciou uma verdadeira farra ocorrida em licitações da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH), que atingiu frontalmente o ex-presidente da pasta Marcos Antônio Grande, o renomado advogado Ronaldo Henrique Santos Ribeiro, e Eduardo Viana, conhecido pela alcunha de D’brinco.

As denúncias apontaram para utilização dos chamados ‘testas de ferro’ numa sociedade empresarial que já movimentou mais de R$ 10 milhões na pasta, entre os anos 2020 e 2022 (REVEJA AQUI, AQUI).

No centro das denúncias estão a mulher de Eduardo Viana, Noelia Cutrim Pereira, e Zenith Braga Matias Gomes, sogra do advogado Ronaldo Ribeiro. Ambas figuram como ‘sócias- administradoras’ da empresa Lençóis Maranhense Lavandeira Industrial LTDA.

Hoje, a reportagem do Blog do Maldine Vieira traz novos capítulos que devem colocar, de uma vez por todas, os envolvidos no centro de uma grande investigação.

Segundo apurou a reportagem, Eduardo Viana é irmão de um dos mais antigos e fies assessores do governador Carlos Brandão, identificado como Júnior Viana.

Viana seria o elo existente entre integrantes da alta cúpula do governo e a empresa registrada em nome da cunhada e controlada secretamente pelo irmão.

Ainda segundo apurou a reportagem, o poderio financeiro de Eduardo Viana subiu de forma estratosférica depois de conseguir penetrar-se nos cofres do governo.

Além da EMSERH, a empresa possui contratos na Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP), comandada pelo secretário Murilo Andrade. A lavanderia teria, inclusive, uma filial dentro do próprio complexo penitenciário de pedrinhas. Já os contratos, são mentidos no anonimato e nunca sequer foram publicados no Sistema de Acompanhamento de Contratações Públicas (SACOP) do Tribunal de Contas do Estado.

A pergunta que não calar é: será que o Procurador-Geral de Justiça Eduardo Nicolau terá coragem de mandar investigar alguém tão próximo ao governador ? ou continuará se fingindo de cego, surdo e mudo para tentar manter sua estada à frente da PGJ ?

Preso empresário suspeito de matar a própria esposa em Dom Pedro 

Preso empresário suspeito de matar a própria esposa em Dom Pedro.

O empresário Rony Veras Nogueira, de 41 anos, suspeito de ter assassinado a tiros a sua esposa, Ianca Vale do Amaral, de 26 anos, em Dom Pedro, cidade localizada a 324 km de São Luís, foi preso na noite dessa segunda-feira (2) na zona rural do município de Vargem Grande, a 172 km da capital. 

De acordo com a polícia, o suspeito estava em um veículo com a sua irmã e um advogado quando foi localizado e detido pela Polícia Civil. O empresário, que tinha sua prisão preventiva decretada desde essa segunda, será transferido nas próximas horas para São Luís, onde vai ser apresentado no Plantão da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) para os procedimentos cabíveis. 

O crime aconteceu na noite de sábado (30). De acordo com a delegada Renata Lins, que está a frente das investigações, o crime foi motivado por ciúmes. O casal discutiu em casa e em seguida, a vítima foi alvejada com tiros na perna, na cabeça, tórax e no braço. Ianca Vale não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local. 

Após o crime, Rony Veras se escondeu em um dos cômodos da casa até a chegada da Polícia Militar. O empresário conseguiu fugir pelos fundos da residência. Ianca Vale e Rony Veras haviam se casado em 2021. Juntos, eles tem uma filha, de um ano. O suspeito é proprietário de um posto de combustível e uma churrascaria na cidade de Dom Pedro.

Bacabal: deputado Roberto Costa entrega obra de calçamento na Comunidade Rainha da Paz

Bacabal: deputado Roberto Costa entrega obra de calçamento na Comunidade Rainha da Paz.

Na noite deste sábado (30), o deputado Roberto Costa entregou à população mais uma obra de calçamento, desta vez, na Comunidade Rainha da Paz, no bairro Vila da Paz, em Bacabal.

A comunidade foi a sétima beneficiada e é resultado da emenda do deputado junto ao governo do Estado, através da Secretaria de Administração Penitenciária, com o secretário Murilo Andrade. O projeto, além de trazer qualidade de vida às comunidades católicas e evangélicas, busca a ressocialização de apenados através do trabalho de confecção dos bloquetes usados no calçamento.

“Ao lado do padre Ronaldo, entregamos o calçamento da Comunidade Rainha da Paz, que só foi possível graças à parceria com o amigo, secretário Murilo Andrade, da SEAP e o governador, Carlos Brandão”, disse.

O padre Ronaldo de Melo, que é pároco da Paróquia Sant’Ana e São Joaquim, expressou, em nome da Comunidade, “a felicidade de ver alguém que se preocupa e tem o olhar atento às necessidades dos irmãos.”

Roberto agradece também ao ex-governador Flávio Dino, que foi quem abraçou esse projeto em seu início e atendeu, antes deste, seis comunidades católicas do município. “Meus sinceros agradecimentos ao nosso ex-governador que tornou possível esse projeto junto às Comunidades”, finaliza.

Mulheres, prefeita de Presidente Sarney e presidente da Câmara de Palmeirândia declaram apoio à indiciado por violência doméstica 

Prefeito Valéria Castro e presidente da Câmara Rayssa Campos apoiam indiciado por violência domestica. Registros foram feitos durante este final de semanas.

Sem o mínimo de ressentimento ou corporativismo feminino, duas mulheres com forte ascensão política na baixada maranhense resolveram declarar apoio a um pré-candidato indiciado por violência doméstica.

Trata-se da prefeita do município de Presidente Sarney, Valéria Castro, e da presidente da Câmara de Palmeirândia Rayssa Campos.

Ambas declararam apoio à pré-candidatura a deputado federal do deputado Fábio Macedo, que, entre outras coisas, é indiciado por violência doméstica.

Macedo, conhecido por colecionar escândalos, foi indiciado depois de agredir a própria esposa, identificado como Lorena Veruska Macedo. O caso ocorreu em outubro de 2020 e até os dias atuais tramita na justiça.

Problemático, o parlamentar chegou acusar a esposa de furto em fevereiro deste ano. O caso foi parar na delegacia e foi revelado com exclusividade pelo Blog do Maldine Vieira (reveja aqui e aqui).

Hoje, talvez pelo poderio financeiro que detém, Fábio Macedo percorre todo Maranhão conquistando apoios, inclusive, da classe política feminina, fato que pode ser considerado no mínimo absurdo.

Veja abaixo:

Pré-candidato a deputado federal, Fábio Macedo figura como indiciado por agressão desde 2020.

“Vamos atender nosso público, nossas entidades folclóricas”, diz secretário de cultura durante reunião com chefe do MP

“Vamos atender nosso público, nossas entidades folclóricas”, diz secretário de cultura durante reunião com chefe do MP.

O procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau, recebeu, na manhã desta quinta-feira, 28, o secretário estadual de Cultura, Paulo Victor, para debater as medidas preparatórias para o São João do Maranhão. Outro objetivo foi esclarecer ao chefe do Ministério Público que as festas juninas vão priorizar os grupos e artistas locais e garantir a diversidade das apresentações culturais.

Eduardo Nicolau destacou que o MPMA é a favor da cultura e suas diversas manifestações são um patrimônio histórico do povo e da identidade dos maranhenses.  “Nós nunca nos opusemos à realização das festas e é preciso deixar isso bastante claro. Recentemente, o Ministério Público se manifestou contra o pagamento de cachês exorbitantes, em alguns casos, milionários, para poucas horas de shows, em cidades com graves problemas sociais e onde há ações buscando resolver necessidades básicas da população”, explicou.

O procurador-geral de justiça enfatizou, ainda, que o MPMA ingressou com ações nos municípios de Bacabal, Barra do Corda e Vitória do Mearim contra essas situações, mas jamais se opôs ao São João. “Não é justo ignorar a precariedade nos serviços de saúde, educação, saneamento básico, dentre outros serviços essenciais, enquanto se pagam valores milionários para artistas de outros estados se apresentarem por poucas horas”.

Paulo Victor afirmou que, por determinação do governador Carlos Brandão e orientação do Ministério Público, a prioridade no São João é atender a ponta, as classes juninas e folclóricas nas suas entidades e atrações individuais e coletivas.  “O objetivo é garantir a moralidade no pagamento dos cachês. Não vamos realizar o pagamento de cachês milionários a bandas de fora e sim vamos atender nosso público, nossas entidades folclóricas”.

Em relação ao impacto econômico e social, o secretário estadual destacou a repercussão na economia local. “Quando a gente paga um cachê não se trata apenas da atração, mas também o profissionalismo dos fazedores da cultura. Além disso, a economia e o comércio informal giram. É muito importante a gente incentivar a cultura de maneira responsável, focando na população”.

Page 2 of 346

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén