Há quase dois meses o Blog do Maldine Vieira trouxe à tona uma matéria de título “Cabo eleitoral de Josimar Maranhãozinho fatura milhões em prefeituras ligadas ao deputado“, onde apontava para relação nada republicana entre o deputado federal maranhense e um de seus cabos eleitorais.

Após exatos 1 mês e 19 dias de investigações, o blog conseguiu obter elementos suficientes que indicam suposto esquema de montagem e direcionamento de licitação em prefeituras onde o parlamentar consegue comandar de maneira velada.

Além disso, o blog apurou ainda, informações cruciais sobre a vida pregressa do cabo eleitoral e empresário Márcio Flávio dos Santos, ou Márcio Hominho, como é conhecido na capital maranhense.

Primeiro, vale ressaltar que a relação entre os dois nasceu em meados de maio de 2018, quando Josimar ainda buscava cooptar apoiadores para campanha que, mais tarde, o colocaria como segundo deputado federal mais votado do estado.

A relação entre os dois no entanto, era para ser apenas ‘política’, mas, como política e ‘negócio’ comumente andam juntos, os dois enxergaram a possibilidade de estreitar ainda mais os laços, tanto político quanto empresarial.

Para tanto, Márcio Hominho passou utilizar a empresa M.V de Oliveira da Costa – ME, registrada em nome de sua esposa, Mônica Valéria de Oliveira da Costa, para dá início à celebração de vultuosos contratos em prefeituras alinhadas ao parlamentar.

Registrada com endereço na Rua Rio Pindaré, Nª 05, Quadra 7, bairro Ilhinha, em São Luís, a empresa possui atuação principal voltada para o ramo de Construção de Edifícios, e possui capital social de R$ 500 mil.

O que causa estranheza entretanto, é o fato da empresa também possuir outras centenas de atividades distintas ao ramo principal, como por exemplo: aluguel de palcos, coberturas e outras estruturas de uso temporário, serviços de reservas e outros serviços de turismo, serviços de organização de feiras, congressos, exposições e festas, produção musical, e atividades de sonorização e de iluminação.

Absurdamente, a empresa possui um total de 54 atividades secundárias das mais diferentes esferas de atuações, o que, para os Órgão de Fiscalização, facilita crimes como lavagem de dinheiro.

Em contratos obtidos pelo blog por exemplo, a empresa comandada por MH aparece produzindo festas ao mesmo tempo em que fatura milhões nas prefeituras de Zé Doca, administrada pela irmão de Josimar, e Maranhãozinho, administrada pelo ex-motorista do parlamentar, para realização de reformas de unidades de saúde, e pavimentação de vias urbanas.