Maldine Vieira

Poder e Cotidiano

Mês: agosto 2018 (Page 1 of 8)

Justiça manda Flávio Dino e Edivaldo garantir equipamentos para tratamento de câncer

Flávio Dino e Edivaldo devem garantir equipamentos para tratamento de câncer

Flávio Dino e Edivaldo devem garantir equipamentos para tratamento de câncer.

A Vara de Interesses Difusos e Coletivos promoveu nesta quarta-feira, 29, uma audiência de conciliação entre o Ministério Público (autor), Estado do Maranhão e Município de São Luís (requeridos), para tratar sobre a ampliação de políticas de combate ao câncer na capital e interior. Na audiência, presidida pela juíza Alessandra Arcangeli (respondendo pela unidade judicial), o Estado do Maranhão se comprometeu a fazer funcionar o serviço de radioterapia no prédio anexo ao Hospital do Câncer Tarquínio Lopes Filho, dotado de um Acelerador Linear para o procedimento de Radioterapia, no prazo de um ano.

O Estado informou que, mediante convênio com o Hospital Aldenora Bello, foi adquirido mais um Acelerador Linear; e comprometeu-se a fazê-lo funcionar até março de 2019, vez que está em fase de testes. Já o Município de São Luís e o Estado do Maranhão, considerando tratar-se de gestão compartilhada e no sentido de assegurar a atenção à saúde da mulher na rede pública, comprometeram-se em manter o funcionamento, na região de São Luís, de 11 mamógrafos, sendo cinco de comandos simples (APAE; Hospital Tarquínio Lopes Filho; Hospital Universitário; Hospital Aldenora Bello e na Unidade Móvel de Prevenção do Câncer), três mamógrafos guiados por esterotaxia, todos para a gestão municipal; e três mamógrafos computadorizados, sendo dois no PAM Diamante e um na Unidade Móvel de Prevenção do Câncer.

Nas demais regiões, o Estado comprometeu-se a manter o funcionamento de 18 mamógrafos (Imperatriz, Balsas, Chapadinha, Caxias, Rosário, Pinheiro, Bacabal, Itapecuru-Mirim, Codó, Presidente Dutra e São João dos Patos). Quanto ao serviço de radioterapia no Hospital Tarquínio Lopes, o Estado do Maranhão se compromete, a cada 3 meses, informar nos autos sobre o andamento e cumprimento do calendário referente a obra. O Município de São Luís dispõe de 15 dias para juntada de documentos referentes ao funcionamento dos mamógrafos mantidos pelo Município.

AÇÃO – A Ação Civil Pública foi baseada no Inquérito Civil Público procedente da Procuradoria da República do Maranhão, instaurado com o objetivo de investigar se os mamógrafos disponibilizados às usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS) estão em funcionamento para satisfazer as demandas da população, bem como verificar a existência e a efetividade de políticas públicas locais de prevenção ao câncer de mama e útero. Na época, Estado e Município emitiram relatórios sobre como organizam e desenvolvem as políticas públicas de combate ao câncer na Capital e no interior.

Foi anexado à ação um Relatório Social proveniente da Procuradoria da República no Estado do Maranhão (PRMA), datado de 27 de julho de 2012, com objetivo de analisar a prestação de serviços de prevenção ao câncer de mama e útero, especialmente no que diz respeito à oferta e efetividade dos mamógrafos, no Estado do Maranhão. À época, em consulta realizada ao sítio eletrônico do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde, verificou-se que existiam 14 mamógrafos com estereotaxia existentes no estado do Maranhão, todos em uso, sendo cinco em São Luís. No que se refere ao mamógrafo em comando simples, existiam à época 62 cadastrados e 58 em uso, sendo 18 em São Luís.

A ação cita que a Portaria Nº 1.102/2002 do Ministério da Saúde estabelece 01 (hum) mamógrafo para 240 mil habitantes, e no caso do Estado do Maranhão – cuja população em 2010, segundo dados do IBGE, era de 6.574.789 habitantes – haveria a necessidade de 27 mamógrafos. Em se tratando de São Luís – cuja população era 1.014.837 habitantes em 2010, segundo dados do IBGE -, utilizando-se do mesmo parâmetro mencionado, havia a necessidade de quatro mamógrafos, e a capital maranhense contava com 23 mamógrafos. “Desse modo, pode-se afirmar que o número de mamógrafos cadastrados atualmente atendem e ultrapassam o parâmetro estabelecido pelo Ministério da Saúde. Cabia, entretanto, avaliar se a produção deste mamógrafo era satisfatória, haja vista a grande quantidade em desuso”, destacou a ação.

Propaganda eleitoral no rádio e TV começa hoje

Começa hoje a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão dos candidatos que concorrem às Eleições Gerais de 2018. O horário eleitoral do primeiro turno da eleição prossegue até 4 de outubro.Os candidatos a presidente da República e a deputado federal farão sua propaganda no horário eleitoral gratuito às terças e quintas-feiras e aos sábados.

Os candidatos a presidente da República divulgarão suas propostas e plano de governo em dois períodos de 12m30. Das 7h às 7h12m30s e das 12h às 12h12m30s, no rádio. E das 13h às 13h12m30s e das 20h30 às 20h42m30s, na televisão. Os candidatos a deputado federal divulgarão suas propostas das 7h12m30 às 7h25 e das 12h12m30 às 12h25, no rádio. E das 13h12m30 às 13h25 e das 20h42m30 às 20h55, na televisão.

Já os candidatos a governador de estado ou do Distrito Federal, ao Senado Federal e a deputado estadual ou distrital anunciarão suas propostas no horário eleitoral gratuito às segundas, quartas e sextas-feiras.

Os candidatos a governador de estado ou do DF farão sua propaganda das 7h16 às 7h25 e das 12h16 às 12h25, no rádio. E das 13h16 às 13h25 e das 20h46 às 20h55, na televisão. A propaganda dos candidatos a senador ocorrerá em dois períodos de 7 minutos. Das 7h às 7h07 e das 12h às 12h07, no rádio. E das 13h às 13h07 e das 20h30 às 20h37, na televisão.

Já os candidatos a deputado estadual ou distrital anunciarão suas propostas no horário eleitoral em dois tempos de 9 minutos. Das 7h07 às 7h16 e das 12h07 às 12h16, no rádio. E das 13h07 às 13h16 e das 20h37 às 20h46, na televisão.

No mesmo período da propaganda eleitoral em rede, a legislação eleitoral estabelece que as emissoras de rádio e de televisão reservarão, de segunda-feira a domingo, 70 minutos diários para a propaganda gratuita relativa ao cargo de presidente da República na forma de inserções de 30 e 60 segundos, a critério do respectivo partido político ou coligação. As inserções devem ser assinadas obrigatoriamente pelo partido ou coligação, e distribuídas, ao longo da programação, em três blocos: entre 5h e 11h; 11h e 18h; e 18h e 24h. Devem observados os critérios de proporcionalidade fixados na Lei nº 9.504/1997 (Lei das Eleições).

“Vamos ajudar nossa região a se desenvolver”, afirma Drª Thaíza em Araioses

A convite do Wellington do posto, a candidata à deputada estadual Drª Thaiza (PP) participou na última quarta-feira (29) de uma grande carreata e em seguida de uma reunião com lideranças politicas e comunitárias no município de Araioses.

O evento contou com a presença do candidato ao senado Zé Reinaldo, o deputado federal Júnior Marreca, o vice prefeito de Chapadinha Dr. Tauvane e o prefeito de Pinheiro Luciano Genésio. Em discurso, o líder politico Wellington do Posto mostrou apoio a candidatura da Drª Thaiza, e pediu um olhar todo especial para a cidade que passa por um momento de abandono pelo poder publico.

“ Araioses vem passando por momentos difíceis, nos encontramos esquecidos, precisamos de alguém que nos olhe. A Drª Thaiza é uma mulher guerreira, uma mulher de fibra, uma mulher compromissada com o Maranhão, comprometida com a saúde, comprometida com as politicas publicas. Tenho certeza que ela é a melhor opção para Araioses”.

Drª Thaíza falou sobre a sua responsabilidade com a cidade de Araioses, e prometeu honrar os votos recebidos. “ Essa região é nossa, essa responsabilidade é nossa. Vamos honrar os votos, vamos fazer diferente, porque essa região clama para que chegue desenvolvimento, para que chegue infraestrutura, para que chegue educação, para que chegue saúde e vamos ajudar nossa região a se desenvolver”.

A candidata do PP agradeceu o apoio recebido na região. “Muito obrigada, Baixo Parnaíba! Aqui eu estou em casa, aqui eu tenho uma responsabilidade, aqui eu quero e vou fazer diferente”, finalizou.

Empresa de São Luís ganha contrato de R$ 353 mil em Guimarães

A empresa MP empreendimentos, localizada em São Luís-MA, ganhou um contrato de R$ 353 mil para realizar a conclusão de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) no povoado Pareaua, em Guimarães-MA.

De acordo com extrato de contrato publicado no Diário Oficial da União (DOU), a obra deverá ser entregue à população em 60 dias.

O contrato foi assinado no dia 27 de Junho pela Secretária Municipal de Saúde, Rosianne Araújo Marinho, e o representante legal da contratada, Paulo Henrique Ferreira Costa.

Conforme pesquisa no site da Receita Federal junto ao Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), a empresa foi aberta em 2012, e está localizada na Avenida Um, Nª 89, bairro Bequimão, em São Luís.

Os recursos para pagamento da obra sairão do Fundo Municipal de Saúde (FMS).

Veja abaixo os dados da empresa:

Shopping da Ilha deve melhorar acesso para pessoas com deficiência

A Vara de Interesses Difusos e Coletivos da Comarca da Ilha realizou nesta quarta-feira (29) uma audiência de conciliação, envolvendo representantes da Sá Cavalcanti Participações, Shopping da Ilha, Companhia Energética do Maranhão (CEMAR), e Município de São Luís, demandados em ação popular ajuizada por uma pessoa com deficiência, também presente à audiência. Na audiência, presidida pela juíza Alessandra Arcangeli (respondendo pela unidade judicial) ficou acordado que a CEMAR e Shopping da Ilha se comprometeram a, no prazo de 15 dias, protocolarem junto ao Município de São Luís (SEMURH) projeto/relatório de adequação técnica de acordo com a NBR 9050, que estabelece critérios e parâmetros técnicos quanto ao projeto, construção, instalação e adaptação do meio urbano e rural, e de edificações às condições de acessibilidade.

Ficou acertado, ainda, que o Shopping da Ilha submeterá ao Município de São Luís, no mesmo prazo, o projeto arquitetônico atual da edificação, a fim de que o órgão competente municipal analise a edificação de acordo com as normas técnicas sobre acessibilidade. O Município de São Luís, por sua vez, se compromete a, no prazo de 30 dias, analisar o projeto/relatório apresentado pela CEMAR, Shopping da Ilha e Espaço Reserva (Sá Cavalcante), oportunidade em que deverá apontar quais itens devem ser regularizados/reparados, a fim de que se adéquem às normas técnicas sobre acessibilidade ao shopping.

ENTENDA O CASO – A ação tem por objetivo a condenação das empresas em obrigação de fazer, visando à promoção de adaptações que eliminem as barreiras arquitetônicas existentes na referida área do Shopping da Ilha e Espaço Reserva, a fim de que atenda as normas e padrões técnicos de acessibilidade das pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida. O autor narra na ação que as áreas interna e externa do Shopping da Ilha interna apresentam vários problemas que comprometem o direito de ir e vir desse público.

Segundo o autor da ação, toda a área do shopping tem o número de rampas de acesso nas calçadas insuficiente, totalizando seis rampas na frente, duas na lateral e nenhuma nos fundos do imóvel. “A pessoa portadora de deficiência ou com mobilidade reduzida não tem vez nos elevadores devido à falta de ascensorista; diversas calçadas quebradas e postes de energia em cima das calçadas; rampa de acesso no último piso sem os parâmetros da norma 9050; o último andar tem o nível do piso diferente do elevador e a maior parte da calçada é tomada por mato e sujeira.

A ação destaca que a situação do Shopping da Ilha e seu entorno já perdura por mais de seis anos. Ainda assim, os responsáveis têm se mostrado desinteressados em promover voluntariamente as obras para alcançar esse fim. “Frente a desídia dos motivadores em promover as adequações de seu espaço, imperiosa é a imediata concessão de medida antecipatória que obrigue a mesma a realizar os ajustes necessários à eliminação de qualquer barreira ao trânsito de portadores de deficiências ou com mobilidade reduzida”, relata o autor.

Por fim, ficou acertado na audiência que a CEMAR e o Shopping da Ilha, caso o Município aponte desconformidades, deverão apresentar no processo, em 30 dias, projeto de adequação. “O Shopping da Ilha se compromete a, no prazo de 30 dias, regularizar o desnível dos elevadores com o piso apontado no pedido, bem como a manter campanhas de conscientização dos usuários do Shopping no sentido de se garantir a prioridade no acesso aos elevadores por pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida e outras prioridades legais. O Shopping da Ilha se compromete a, no prazo de até 60 dias, realizar a recuperação e limpeza das calçadas do entorno do Shopping e do Espaço Reserva”, conclui a Ata de Conciliação.

São Bernardo: MP aciona quatro pessoas por irregularidades em contrato de transporte escolar

A Promotoria de Justiça da Comarca de São Bernardo ingressou, no último dia 15, com uma Ação Civil Pública (ACP) contra Raimundo Nonato Carvalho, secretário municipal de Administração; Elvis dos Santos Araújo, pregoeiro e presidente da Comissão Permanente de Licitação do município; Elisa dos Santos Araújo Lima; Daniel José Coelho Almeida e a empresa Agroal Construções e Consultoria Técnica.

Em fevereiro de 2017, a Prefeitura de São Bernardo anunciou a realização de um pregão presencial para contratar empresa para realizar o transporte escolar local. Alguns dias depois, no entanto, o pregão foi cancelado, tendo o Município aderido a um processo de registro de preço realizado pelo Município de Mata Roma, contratando a empresa Agroal Construções e Consultoria Técnica para um contrato de R$ 954.360,00.

Analisando o caso, o Ministério Público encontrou uma série de irregularidades no procedimento. A primeira delas é que o uso do registro de preços exige uma regulamentação específica, por decreto, o que não ocorreu em São Bernardo. Além disso, o transporte escolar não se enquadra nas hipóteses em que é possível adotar o registro de preço, que se restringe a compras ou serviços em que não seja possível mensurar a expectativa da demanda.

Outro problema apontado foi a inexistência de um servidor responsável pela fiscalização do contrato. A correta fiscalização verificaria que a empresa Agroal Construções não possuía veículos adequados para o transporte de estudantes, subcontratando veículos, o que é proibido pelo próprio contrato firmado com o Município de São Bernardo.

“Há, claramente, subcontratação, bem como essa ocorre de maneira totalmente informal, com pagamentos em espécie, sem controle e sem comprovantes em relação aos proprietários/motoristas contratados”, observa o promotor de justiça Raphaell Bruno Aragão Pereira de Oliveira. Além disso, os veículos, sem identificação nem equipamentos de segurança, e os motoristas, que não possuem a habilitação necessária, não cumprem os requisitos legais exigidos para a realização do transporte escolar.

Diversos depoimentos, inclusive de outros procedimentos investigatórios, apontaram irregularidades na própria Comissão Permanente de Licitação. Apesar de presidida por Elvis Araújo, sua irmã, Elisa Lima, exercia influência forte e direta nos procedimentos. O pregoeiro, inclusive, foi apontado por testemunhas como tendo sido motorista da irmã até 2016.

Para o autor da ação, Elisa Lima, que afirmou ser pregoeira em Timbiras e assessorar licitações em Magalhães de Almeida e São Bernardo, “colocou seu próprio irmão para atuar em São Bernardo formalmente, mas, na realidade, é quem dá todas as diretrizes”.

Além disso, há outros problemas como documentos não assinados, duplicidade de autorizações para adesão à ata de registro de preços e o fato de que o secretário de Administração celebrou o contrato em nome da Prefeitura sem que haja decreto delegando a ele essa competência.

Para o promotor Raphaell Oliveira, “não ocorreram meras falhas formais na autuação do processo administrativo e em seu rito, mas sim uma série de graves e inaceitáveis ilegalidades, as quais, diante do montante da contratação e da forma como se deu, só podem ter sido cometidas dolosamente”.

Liminarmente, o Ministério Público pediu que a Justiça determine o bloqueio dos bens dos envolvidos, até o valor do contrato assinado. Além disso, se condenados por improbidade administrativa, eles estarão sujeitos a penalidades como o ressarcimento integral do dano aos cofres públicos, perda de bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, perda da função pública, pagamento de multa de até duas vezes o valor do dano e suspensão dos direitos políticos de cinco a oito anos, entre outras.

Aninha Gomes fortalece campanha com apoio das assistentes sociais e mulheres do Maranhão

Na tarde desta quarta-feira (29), a assistente social  Anna Claudia Costa Barbosa Gonçalves Gomes, mais conhecida como Anninha Gomes gravou o primeiro programa eleitoral na capital maranhense, que deve ir ao ar a partir da próxima sexta-feira, contando com o apoio de toda a categoria e demais mulheres.

Em meio a uma conduta responsável, coerente e repleta de propostas, Anninha Gomes segue sendo diferenciada por uma postura que concilia técnica, competência e sensibilidade.

“Estou aqui para pedir o seu voto de confiança, como mulher, mãe e assistente social, através de um olhar sensível e humanizado enfrentarei os desafios do mandato. Representar você na Câmara Federal e ter como prioridades uma conduta de potencializar oportunidades, principalmente, para aqueles que vivem em uma situação de vulnerabilidade social. Acredito que Democracia, Autonomia e Emancipação Humana são possíveis através de uma política coletiva, inclusiva e transformadora! Não farei isso sozinha, conto com seu apoio! Vote Anninha Gomes, 4533 Conto com a participação do povo do meu Maranhão. Vamos todos de 4533”, declarou Anninha ao Blog do Maldine Vieira 

Justiça dá prazo de 48 horas para Umbelino Ribeiro regularizar transporte escolar em Turiaçu

Prefeito Umbelino Ribeiro.

Prefeito Umbelino Ribeiro.

O Município de Turiaçu deverá disponibilizar, no prazo de 48 horas (a contar da ciência da decisão), transporte escolar gratuito para todos os alunos da rede pública situada na sua área geográfica e que dependam do serviço para o seu deslocamento diário até a escola, sob pena de multa diária no importe de R$ 10 mil, limitada a R$ 200 mil. A determinação consta de decisão que concedeu tutela provisória de urgência, proferida pela juíza Urbanete de Angiolis, titular da comarca de Turiaçu.

Na ação, o Ministério Público relatou que instaurou Procedimento Administrativo no mês de junho de 2016, para investigar irregularidades na oferta de transporte escolar para atender crianças e adolescentes matriculados na rede pública de Turiaçu. Narrou, ainda, que recebeu diversas reclamações formais de moradores dos Povoados Alto da Alegria, Capoeira Grande e Santa Rita, todos localizados no entorno do Município, afirmando que não existe oferta de transporte escolar aos alunos que frequentam o ensino público em escolas localizadas na respectiva zona rural.

O MP afirma que em 12 de março deste ano foi realizada uma vistoria, na qual teria sido constatado que apenas um ônibus escolar, de uma frota de oito veículos, estaria em condições razoáveis para prestação desse importante serviço público. Ressaltou, ainda, entre os problemas relatados, a existência de “pneus carecas”, tacógrafos avariados, bancos rasgados, entre outros, que colocariam em risco a segurança do transporte dos estudantes.

O Município de Turiaçu apresentou prestação de contas do período de 2015, 2016 e 2017, comprovando o recebimento de R$ 283.777,97 (duzentos e oitenta e três mil setecentos e setenta e sete reais e noventa e sete centavos) de verba oriunda do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar/PNATE, consistente na transferência automática de recursos financeiros para custear despesas com manutenção, seguros, licenciamento, impostos e taxas, pneus, câmera, serviço de mecânica em freio, suspensão, câmbio, motor, elétrica e funilaria e etc.

O MP ressaltou ainda que, por omissão ou desídia, o Município também não teria aderido ao Programa Estadual de Apoio ao Transporte Escolar no Estado do Maranhão/PEATE/MA, que propicia acesso a recursos financeiros pelos municípios para prestação do serviço de transporte escolar dos alunos do ensino médio da rede pública estadual residentes na zona rural, o que agravaria, ainda mais, o estado caótico verificado. Por fim, ressaltou que a falta de transporte escolar implicaria em outros problemas, além da previsível evasão escolar, como também a utilização de motocicletas por menores, a fim de se deslocarem às suas escolas, o que constituiria ilícito de trânsito e ainda colocaria em risco a vida de tais crianças e adolescentes.

“Verifico o absoluto estado de precariedade dos ônibus pertencentes a frota escolar municipal, circunstância nefasta esta que, não só atenta contra a dignidade de crianças e adolescentes usuários do serviço, quanto coloca em risco a vida destas pessoas, na medida em que, quando conduzidas, são submetidas a utilizar veículos, visivelmente, avariados e sem mínimas condições de segurança”, observa a juíza na sentença.

Para a magistrada, o próprio Município demonstrou que vem recebendo verba pública para o custeio do serviço. “Frente a isso, não se faz justificável, tampouco, razoável, admitir que crianças e adolescentes deixem de ter acesso ao serviço de transporte escolar adequado ou mesmo que sejam atendidos em veículos mecanicamente inseguros, havendo recurso financeiro específico para as despesas com manutenção, seguros, licenciamento, impostos e taxas, pneus, câmera, serviço de mecânica em freio, suspensão, câmbio, motor, elétrica e funilaria, dentre outros”, diz a decisão.

Além da imposição já citada, o Poder Judiciário determinou que, no prazo de 60 (sessenta) dias, o requerido submeta os veículos da frota escolar municipal à inspeção do DETRAN/MA, adequando os respectivos veículos às exigências dos artigos 136 e 137 do Código de Trânsito Brasileiro, tudo sem a interrupção do serviço e mediante comprovação no processo, sob pena de multa diária de R$ 2 mil, limitada a R$ 100 mil.

ALÔ MP! contrato da limpeza pública de Bacabal ficou 50% mais caro em apenas um ano

A limpeza pública da cidade de Bacabal-MA tomou proporções astronômicas na gestão do ex-prefeito Zé Vieira. De acordo com levantamento realizado pelo Blog do Maldine Vieira no Sistema Eletrônico de Acompanhamento de Contratações Públicas -SACOP, o contrato para prestação dos serviços ficaram 50% mais caro em apenas um ano.

Em 2017, a Secretária de Obras e Urbanismo estimou um gasto de R$ 4,4 milhões com a realização de serviços voltados a limpeza pública municipal. Oc orre, que, estranhamente, o mesmo serviço passou a ser feito em 2018 por exatos R$ 6,6 milhões.

Além do aumento de pouco mais de 50%, o que chama ainda mais atenção, é que a empresa detentora de todos esses milhões, tanto em 2017, quanto em 2018, é a mesma. Trata-se da Frazão Construções – LTDA, de propriedade de Tiago Val Quintan.

Extrato de Contrato de 2017.

Extrato de Contrato de 2017.

Em 2018, um aumento de mais de R$ 2 milhões.

Em 2018, um aumento de mais de R$ 2 milhões.

QUEM É A FRAZÃO CONSTRUÇÕES ?

A empresa Frazão Construções Ltda é uma sociedade empresarial limitada, aberta em Junho de 2012, localizada em uma pequena sala comercial no Edifício Golden Tower, no bairro Jardim Renascença, em São Luís-MA.

PARTICIPAÇÃO EM ESQUEMA

Segundo relatório da Controladoria-Geral da União (CGU), a empresa foi uma das  beneficiadas em contratos fraudulentos referentes a prestação de serviços de transporte escolar no município de Miranda do Norte-MA.

Na época, foram desviados cerca de R$ 3 milhões do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB, em menos um ano.

Ainda segundo o relatório, a Frazão não possuía qualquer funcionário ou veículos registrado, tratando-se apenas de uma empresa de fachada.

Controladoria-Geral da União (CGU) constatou várias irregularidades na empresa.

Controladoria-Geral da União (CGU) constatou várias irregularidades na empresa.

Empresa participou da sangria aos cofres de Miranda do Norte-MA.

Empresa ganhou contratos milionários de maneira fraudulenta.

<em>Empresa participa de esquemas milionários em prefeituras.</em>

PROPRIETÁRIO VIRA RÉU

Proprietário é réu na Justiça Federal.

Proprietário é réu na Justiça Federal.

Depois de participar da sangria dos cofres de Miranda do Norte, o empresário  Tiago Val Quintan foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) junto com os demais membros da quadrilha, e acabou virando réu na Justiça Federal.

Empresário vira réu na Justiça Federal.

Empresário vira réu na Justiça Federal.

DIRECIONAMENTO EM BACABAL

Dados do certame revelam que a empresa foi beneficiada num esquema de montagem e direcionamento de licitações instalado na Comissão Permanente de Licitação (CPL) de Bacabal.

Três empresas participaram do pregão presencial N 020/2017 referente a contratação de empresa para serviços de limpeza pública no município. As participantes foram a Ipiranga Empreendimentos e Locações, Brumilla Empreendimentos e Serviços – Ltda, e Frazão Construçõe.

A primeira apresentou proposta no valor global de R$ 4.486.804,81 milhões, a segunda, de R$ 4.577,431,06 milhões, enquanto a Frazão Construções apresentou a segunda menor proposta, com valores na ordem de 4.510.458,94 milhões.

Segundo as leis de licitações, a menor proposta deveria ser a vencedora o certame, mas, mesmo com uma diferença de R$ 14 mil, a Frazão foi a grande campeã.

Com menor proposta apresentada, Ipiranga construções deveria sair vencedora do certame.

Com menor proposta apresentada, Ipiranga construções deveria sair vencedora do certame.

Mesmo apresentando a segunda menor proposta, Frazão Construções vira campeã.

Mesmo apresentando a segunda menor proposta, Frazão Construções vira campeã.

Brumila empreendimentos ocupou terceiro lugar.

Brumila empreendimentos ocupou o terceiro lugar.

E MAIS

Se não bastasse um contrato de quase R$ 7 milhões, o empresário mantém ainda outras duas empresas, registradas em nome de laranjas, operando alto no município. O blog do maldine vieira chegou publicar uma matéria de título “Empresário é suspeito de criar várias empresas em nome de laranjas”, onde traz alguns laranjas que Tiago Val Quintan construiu ao longo dos anos. Nas próximas matérias o blog trará outros contratos que colocam o empresário no olho do furação dos escândalos de desvio de dinheiro público na gestão do ex-prefeito Zé Vieira. AGUARDEM!

Dr Thaíza recebe apoio da Colônia de Pescadores de Pinheiro

A convite de Selma Durans, presidente da Colônia de Pescadores de Pinheiro, a candidata à deputada estadual Dra. Thaíza participou da comemoração do Dia dos Pais, realizada no ultimo domingo (26), na sede da Colônia. O evento também contou com a presença do prefeito do município, Luciano Genésio.

Com uma demonstração de força à candidatura da Dra. Thaiza, Selma Durans destacou a importância da inclusão da mulher na politica cada vez mais.

“Não é desmerecendo os homens, mas a mulher sabe cobrar, sabe onde dói. Infelizmente, em Pinheiro, nós não temos uma representante mulher na Câmera Federal; não temos uma representante na Assembleia Legislativa. E hoje, se Deus e vocês permitirem, estaremos elegendo a Dra. Thaiza como nossa representante na câmara estadual”, discursou.

A convite de Selma Durans, presidente da Colônia de Pescadores de Pinheiro, a Dra. Thaiza (PP), que é candidata a deputada estadual, participou da comemoração do Dia dos Pais, realizada no ultimo domingo (25), naquela cidade.

O evento contou com a presença do prefeito da cidade, Luciano Genésio, da presidente do Sindicato dos Pescadores de Pinheiro, Fabricia, e do ex-deputado José Genésio.

Com uma demonstração de força à candidatura da Dra. Thaiza, Selma Durans destacou a importância da inclusão da mulher na politica cada vez mais.

“Não é desmerecendo os homens, mas a mulher sabe cobrar, sabe onde dói. Infelizmente, em Pinheiro, nós não temos uma representante mulher na Câmera Federal; não temos uma representante na Assembleia Legislativa. E hoje, se Deus e vocês permitirem, estaremos elegendo a Dra. Thaiza como nossa representante na câmara estadual”, discursou.

A Dra. Thaísa agradeceu o apoio da classe dos pescadores da cidade ao projeto político de representativas deles a partir do próximo ano na Assembleia Legislativa. Além disso, a primeira-dama do município enfatizou progresso na administração de Pinheiro.

“Quero relembrar a luta que tivemos para recuperar a saúde de Pinheiro. Todos recordam como era o hospital materno infantil e hoje a população usufrui dessa nova estrutura. Ainda não está como gostaríamos que estivesse, mas muito já se foi feio. Agradeço o apoio e voto de confiança que tenho recebido de vocês, não é fácil seguir esse caminho. Mas serei a representante estadual que Pinheiro precisa. Vocês terão sempre as portas do meu gabinete sempre abertas”, concluiu.

Page 1 of 8

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén